A ECONOMIA DE JAIR BOLSONARO – Parte 2

O panorama do atual cenário econômico vai ser diretamente afetado pelas decisões de nosso futuro presidente, Jair Bolsonaro e de nosso futuro Ministro da Economia, Paulo Guedes. Esta é a parte 2, e o finale, de uma série de 2 vídeos, onde vamos falar sobre os PRINCIPAIS problemas em respeito à economia brasileira hoje e como Jair Bolsonaro disse pretender resolvê-los em sua campanha, assim como em novas informações divulgadas após a notícia de sua vitória nas eleições 2018.

PARTE 1: https://www.youtube.com/watch?v=wxnM_ZHilt0&t=11s

Os problemas abordados na série são:

1. Gastos desmedidos do governo devido à má gestão dos recursos públicos – (Parte 1)
2. Corrupção – (Parte 1)
3. Sonegação – (Parte 1)
4. Taxa tributária excessiva – (Parte 1)
5. Isenções Fiscais – (Parte 1)
6. Dívida Pública Federal – (Parte 2)
7. Rombo da Previdência Social – (Parte 2)

Todo conteúdo abordado em “A ECONOMIA DE JAIR BOLSONARO – FINALE” foi buscado para que este fosse passado da forma mais factícia e menos parcial possível.

As fontes para pesquisa mostradas no canto superior direito do vídeo são correlacionadas à estes links:

[1] – http://www.tesouro.fazenda.gov.br/web/stn/por-dentro-das-contas-da-divida
[2] – http://www.portaldatransparencia.gov.br/receitas?ano=2017
[3] – http://g1.globo.com/economia/noticia/2011/02/divida-publica-sobe-quase-r-200-bi-em-2010-maior-aumento-desde-2001.html
[4] – https://oglobo.globo.com/economia/pib-brasileiro-fecha-2010-com-crescimento-de-75-maior-desde-1986-aponta-ibge-2815938
[5] – https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/07/09/internas_economia,693724/divida-publica-brasileira-ja-e-quase-90-do-pib-segundo-fmi.shtml
[6] – https://g1.globo.com/economia/noticia/2018/09/27/banco-central-reduz-previsao-de-crescimento-do-pib-de-2018-para-14.ghtml
[7] – https://www.bbc.com/portuguese/brasil-45884116
[8] – https://www.youtube.com/watch?v=AhlWYtxyLgo&t=714s
[9] – https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/21837-projecao-da-populacao-2018-numero-de-habitantes-do-pais-deve-parar-de-crescer-em-2047
[10] – https://brasilescola.uol.com.br/geografia/populacao-economicamente-ativa-pea.htm
[11] – https://www.valor.com.br/brasil/5272353/deficit-da-previdencia-aumenta-para-r-2688-bilhoes-em-2017
[12] – http://www2.camara.leg.br/comunicacao/assessoria-de-imprensa/aposentadoria-de-deputados
[13] – https://www.opovo.com.br/jornal/reportagem/2018/10/o-modelo-da-previdencia-de-bolsonaro.html
[14] – https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41811535
[15] – https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/09/04/O-que-%C3%A9-a-capitaliza%C3%A7%C3%A3o-da-Previd%C3%AAncia-plano-de-5-candidatos

O atual cenário econômico, e a crise no Brasil, para Jair Bolsonaro se mostra desafiador devido à uma confluência de fatores: medidas econômicas tomadas por líderes inaptos e ausência de foco sobre o posicionamento brasileiro conforme o cenário econômico internacional.

O plano econômico de Bolsonaro e Paulo Guedes foi encarado pelo mercado privado como a esperança para o retorno do crescimento da economia brasileira e de seu PIB nos anos que virão.

As propostas de Bolsonaro possuem cunho liberal e redutor do Estado, partindo do princípio de que o governo não possui condições de gerenciar eficientemente os seus gastos, e por isso, não deve interferir nas decisões econômicas tomadas pelo mercado.

Os gastos excessivos do governo alimentam a escassez de recursos para investimentos sociais que, pela Constituição, deveriam ser garantidos pelo Estado. Uma série de fatores corrobora para isso, como a a má gestão dos recursos públicos arrecadados pelo Estado, Corrução, Isenções Fiscais, Sonegação, carga de impostos excessiva e além do ponto ótimo da Curva de Laffer, rombo na previdência e a dívida pública federal.

Em 2019, sabemos que Paulo Guedes assumirá o cargo de Ministro da Economia, que unirá o Ministério do Planejamento, Ministério da Indústria, Ministério do Comércio e o Ministério do Planejamento. Paulo Guedes é o homem por trás das propostas econômicas de Bolsonaro, portanto, no que se refere à economia, podemos chamá-la de “as propostas de Paulo Guedes”.

O plano de governo de Jair Bolsonaro terá uma pegada econômica fortíssima, reduzindo o tamanho do Estado, e alterando o rumo para onde os últimos governos de esquerda direcionaram o Brasil nos últimos anos.

O mercado encarou o cenário econômico atual de 2018 como favorável à investimentos, e a confiança de que muitas estatais possam vir a ser privatizadas para reduzir a dívida pública se refletiu na valorização de várias ações de empresas estatais.

Talvez a crise econômica brasileira esteja perto de um fim e os problemas econômicos no Brasil que assombram o passado estejam perto de serem resolvidos. Independentemente da índole política e ideológica de cada um, Jair Bolsonaro foi eleito em 2018, e precisamos aprender a colocar as diferenças de lado para o melhor governo para todos. Mito? A ver.

You May Also Like